Ajude a economizar o planeta

No auge do verão e das altas temperaturas, o consumo de energia e água tende a crescer assustadoramente prejudicando não só o nosso bolso, mas também o ambiente onde vivemos. Preocupado com ele e com nosso futuro, deixo abaixo algumas dicas para diminuir o consumo, evitar desperdício e ajudar a manter nosso planeta sadio.

Recursos hídricos:

  • Conserte torneiras que estiverem pingando. Isso poderá evitar o desperdício de até 45 litros de água por dia.
  • Instale torneiras com aerador – “peneirinhas” ou “telinhas” – na saída da água. Assim você acaba utilizando menos água.
  • Evite utilizar a mangueira para limpar jardins, calçadas, passeios e quintais. Use uma vassoura para executar essa tarefa. É mais rápido e não gasta água.
  • Utilize um regador para molhar as plantas. Quando a mangueira é utilizada para este fim, muita água é desperdiçada.
  • Substitua a mangueira por um balde e um pano para lavar seu veículo. O consumo de água será muito menor.
  • Desligue a mangueira quando não estiver sendo usada. Isso evita o desperdício de água.
  • Feche a torneira enquanto ensaboa as mãos, escova os dentes ou faz a barba. Não desperdice água.
  • Colete água da chuva para regar suas plantas. Assim você não gasta água encanada. Mas lembre-se de armazená-la em um recipiente fechado para evitar a proliferação do mosquito da dengue.
  • Lave a louça em uma bacia com água e sabão e abra a torneira só para enxaguar. É mais barato e melhor para o meio ambiente.
  • Conserte vazamentos nos canos em sua casa assim que detectá-los. Sua conta de água diminuirá e o meio ambiente agradecerá.
  • Junte as roupas para lavar e passar. Desta maneira, você gasta menos água e menos energia elétrica.

Energia elétrica:

  • Desligue as luzes dos ambientes vazios, evite o desperdício de energia.
  • Procure utilizar a luz natural nos ambientes. Você economiza energia elétrica e torna o local mais agradável.
  • Desligue todos os equipamentos que não estiverem em uso e evite o desperdício de energia.
  • Troque as lâmpadas convencionais de sua casa por lâmpadas eficientes. Elas consomem até 75% menos e duram até dez vezes mais. Você verá a diferença já na próxima conta de luz.
  • Retire os eletroeletrônicos como TV, som e microondas da tomada sempre que possível. As luzinhas vermelhas ou relógios digitais que indicam que o aparelho está em stand by, gastam bastante energia.
  • Ligue o ar condicionado somente quando necessário. Se for usar o aparelho, programe-o para 25º C, uma temperatura agradável. Assim, você gasta menos energia e poupa o seu bolso e o meio ambiente.
  • Verifique sempre se os filtros do aparelho de ar condicionados estão limpos. Faz bem à sua saúde, o aparelho trabalha de forma mais eficiente e economiza energia elétrica.
  • Evite tomar banho entre 18h e 20h30 se utilizar chuveiro elétrico. Neste horário, 18% de toda a energia elétrica gerada no país é utilizada pelos chuveiros elétricos. Esse hábito torna necessária a construção de mais usinas elétricas.
  • Evite utilizar o chuveiro elétrico na opção inverno, pois o consumo de energia é muito maior.
  • Quando comprar eletrodomésticos, prefira aparelhos com o selo Procel. Isso indica que o aparelho consome menos energia.
  • Troque a borracha da geladeira sempre que preciso. É uma medida que conserva seu eletrodoméstico e evita o desperdício de energia elétrica.
  • Evite colocar alimentos quentes na geladeira, quando isso acontece, o refrigerador gasta mais energia elétrica.
  • Tome banhos rápidos. Você economiza água e energia.
  • Desligue o chuveiro ao se ensaboar e passar xampu. Ajuda a economizar água e energia.
  • Procure utilizar as escadas em vez do elevador. Você economiza energia e gasta calorias.
  • Retire o carregador de celular da parede quando não usado. Ele continua consumindo energia só por estar ligado na tomada.
  • Dê preferência sempre à energia solar, que é limpa e eficiente, para aquecer a água de casa. A economia que você terá em sua conta de luz cobre o custo da instalação do equipamento em até três anos.

Dicas retiradas do site WWF-Brasil.